segunda-feira, 25 de maio de 2015

Vinho e Comida estão sempre presentes aqui e no cinema.


Esta semana trazemos três documentários e uma animação, todos têm como personagens centrais a comida e o vinho. Mas não a comida pela comida, todos os filmes mostram de alguma maneira a luta de homens e mulheres na manutenção de tradições, pelo direito de escolha na hora de produzir seus alimentos e sobretudo respeito ao meio ambiente. A animação francesa não foge à regra, também mostra de maneira lúdica a batalha da personagem principal frente a preservação de espécies vegetais e o combate aos OMG's.

Nossa intenção quando comentamos estes filmes aqui é justamente provocar reflexão e interesse pelas temáticas apresentadas em cada filme, fugindo um pouco da onda de gourmetização de tudo, claro que os filmes da "categoria pipoca" destinados ao entretenimento e diversão também fazem parte da nossa lista de "Filmes que são uma delícia" mas estes são mais facilmente encontrados em cinemas, locadoras, canais por assinatura ou VDO (video on demand), enquanto que as produções recentes, especialmente documentários, têm sido levado ao público interessado somente através dos festivais de cinema internacionais e nem sempre chegam aos cinemas brasileiros.

Espero que gostem da nossa seleção Food and Wine Films da semana. 



"El misterio del palo cortado” de José Luis López Linares (Espanha, 2015) é um documentário criativo que vai mostrar Jerez (cidade ao sul da Espanha), sua terra e seu povo como nunca foi visto antes. Produzido pelos criadores do premiado documentário “El pollo, el pez y el cangrejo real” Jose Luis Lopez Linares e Antonio Saura, 'El misterio del palo cortado' nasce com o desejo de ser um thriller enológico ao mesmo tempo que é indagação, apreciação, discussão e descoberta sobre o mundo maravilhoso e desconhecido de Jerez. Na opinião do diretor do filme, "este filme é uma homenagem ao prazer feita por alguns devotos da felicidade. Nosso objetivo é defender opinião atribuída a Platão, que 'nada mais excelente ou valioso que o vinho já foi oferecido pelos deuses ao homem'. Um vinho bebido no momento certo, no lugar apropriado e na companhia adequada abre um caminho de meditação e um espaço de paz. Porque o vinho não é apenas um objeto de prazer, é também um objeto de conhecimento, e o prazer depende do conhecimento. O vinho de Jerez é como o destilado de um lugar, um tempo, uma cultura". O filme que fez parte da programação do Culinary Cinema do Berlinare Festival Internacional de Cinema 2015 (Berlim, Alemanha) está presente em outros festivais pelo mundo. Quem sabe com sorte estará presente em algum festival brasileiro nos próximos anos. (categoria: pipoca)



"Tante Hilda!" (Aunt Hilda! título em inglês) é uma animação francesa de Jacques-Rémy Girerd e Benoît Chieux (França, Luxemburgo, 2013) que traz a história de tia Hilda, um amante da natureza, que preserva milhares de plantas, muitas delas espécies ameaçadas de extinção, de todo o mundo em seu museu da vegetação. Enquanto isso, os industriais desenvolveram um novo cereal, Attilem, produzindo rendimentos fabulosos, que é cultivável com tão pouca água e nenhum fertilizante que parece uma solução milagrosa para os problemas alimentares do mundo e um substituto para diminuir as reservas de petróleo. Mas o desastre aparece no horizonte e Hilda resolve juntar forças com Julio, um dos cientistas que fizeram o tal GMO (organismo geneticamente modificado), em uma corrida contra o relógio para destruí-lo. Este filme esteve presente no Culinary Cinema do Berlinare 2014. (categoria: pipoca)



O documentário “I Cavaliere Della Laguna” (The Knigths of the Lagoon, título em inglês) de Walter Bencini (Itália, 2013) traz a jornada humana e poética dentro da comunidade de pescadores de Orbetello, descobrindo através de suas histórias de vida, uma nova forma de pesca, com foco nas tradições, a qualidade organoléptica, respeitando o meio ambiente e as pessoas que lá trabalham. A comunidade dividida entre o pesar de um passado, que em parte é para ser salvo, e o declínio de sua história. Homens que para sobreviverem aos desafios do ambiente e do mercado global se uniram em uma cooperativa através da criação de uma loja, um laboratório para o processamento de peixe, um restaurante onde eles servem a pesca do dia, um serviço de turismo pesqueiro e a recuperação da lagoa. Homens que de geração para as geração tentam manter uma relação estreita com esta realidade que ainda permite que uma comunidade inteira viva desse trabalho, ao mesmo tempo que protegem um delicado ecossistema que não tolera a intrusão do homem e, portanto, requer cuidado e atenção. Estes homens com seus barcos são os verdadeiros heróis contemporâneos, com um desejo teimoso e poético de não desistir para continuar a história que, para muitos deles, é também História da Família, dos pais e avós. Com a crise econômica sem precedentes em que o sistema industrial ocidental se encontra, torna-se essencial para destacar e promover modelos de produção alternativa é o desafio desses homens. A lógica da realidade de um local pequeno como este em um mundo globalizado de fato astronômico, pode parecer insignificante, anacrônico, mas é o único caminho a seguir, se você quiser encontrar uma relação harmoniosa com a nossa Mãe Terra. (categoria: abacaxi)



"The Moo Man" é documentário britânico dirigido por Andy Heathcote (Reino Unido, 2012) sobre uma fazenda de gado leiteiro orgânico em Sussex, Inglaterra. O filme teve sua estréia no Sundance Film Festival 2013, onde competiu na categoria Documentário do Cinema Mundial. A história se passa em uma pequena fazenda de gado leiteiro dirigida por Steve Hook, que produz e vende o leite orgânico cru, não pasteurizado, fazenda que foi iniciada pelo pai de Steve, ainda envolvido no negócio e que também aparece no filme. O documentário aborda a luta de Steve para manter a fazenda com um rebanho de 55 cabeças frente ao poder dos supermercados e mostra sua estreita relação com suas vacas, especialmente Ida, da raça holandesa (Friesian) com 12 anos de idade. O documentário que levou quatro anos para ser filmado esteve presente também no Berlinare - Festival Internacional de Berlin 2013. (categoria: abacaxi)


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...