domingo, 5 de abril de 2015

A gastronomia brasileira em documentários.

Seguimos comentando a produção de documentários sobre a rica e farta gastronomia brasileira. Na sequência apresentamos alguns curta-metragens realizados nos últimos anos que nos convidam a viajar de norte a sul do país através da nossa saborosa e multicultural culinária. Da agricultura familiar, passando pelos hábitos cotidianos ditados por estabelecimentos comerciais antigos como: armazéns (também chamados em alguns lugares de vendas) à produção em pequena escala e artesanal de produtos que são cara do Brasil. 

Vinho, queijo, frutas exóticas e outros ingredientes que compõem o moisaco da cozinha brasileira estão presentes nestas produções, bem como, os modos de preparo e toda a carga simbólica que traduz a importância da alimentação como agente cultural formador da identidade de um grupo ou sociedade. 

Vale lembrar que todas estas produções fazem parte da nossa lista de "Filmes que são uma delícia" e estão disponíveis no youtube para assitir online, geralmente postadas pelo diretor ou produtora do documentário com intuito de mais que divulgar suas realizações, difundir  nosso patrimônio histórico e cultural através da gastronomia. 
(Foto_Google Imagens)
"Um Armazém das Antigas" documentário de Rusty Marcellini (Brasil, 2010). A Mercearia Paraopeba é um armazém de secos e molhados, situado em Itabirito, Minas Gerais, que resgata tradições e a simplicidade das mercearias do passado. Seu José e o filho Roninho administram o local seguindo o modelo de seus antepassados, comercializando produtos da região, aceitando a moeda da troca como pagamento, anotando compras num velho caderninho, sempre com muita paixão e respeito pelos semelhantes. O vídeo virou tese em faculdades de administração e economia e é sucesso no youtube, com quase 200 mil acessos.
tese em faculdades de administração e economia e é sucesso no youtube, com quase 200 mil acessos.
(Foto_Google Imagens)
“Vinho de Chinelos” de Paula Prandini (Brasil, 2009).  Documentário de 45 minutos que tem como tema a produção de vinho brasileiro na Serra Gaúcha. Dirigido pela fotógrafa e cineasta paulistana Paula Prandini, mulher do cineasta norte-americano Jonathan Nossiter, Vinho de Chinelos, filme inédito nos cinemas, trata da recente produção do vinho brasileiro na Serra Gaúcha. Nele, é discutida a identidade do vinho nacional, que vem se desenvolvendo muito nos últimos anos, mas ainda é alvo de críticas e preconceitos. O filme tem a participação especial do casal Talise e Luís Henrique Zanini, sócios da Vallontano Vinhos Nobres, na Serra Gaúcha. O documentário foi selecionado na competição oficial do Festival Internazionale di Cinema e Cibo, promovido pelo Movimento Slow Food, em Bolonha, Itália, em 2009. Em 2012, Vinho de Chinelos foi exibido em toda a França pelo Canal Arte, nos meses de Setembro e Outubro.
(Foto_Google Imagens)
O média-metragem “Expedição Brasil Gastronômico” de Rusty Marcellini  (Brasil,  2013) é fruto de expedição realizada em 2013 que percorreu mais de 18 mil quilometros pelo Brasil. Saindo de Minas Gerais, passando por vários pontos de norte a sul do país a equipe formada por mais de 15 pessoas, entre elas a jornalista Guta Chaves, a historiadora Dolores Freixa e o empresário Rodrigo Ferraz, autores de livro homônimo (ganhador do prêmio Jabuti 2014 categoria Gastronomia) e o diretor Rusty Marcellini. A equipe de pesquisadores visitou cinco estados mais o Distrito Federal para desvendar os segredos da gastronomia brasileira. Pouca gente se dá conta, mas por trás de cada prato da nossa gastronomia está a cadeia produtiva, que vai desde a extração e manuseio da matéria-prima até a distribuição do produto. O caminho da horta à mesa do consumidor é longo e guarda consigo uma peculiar rede de produção, envolvida também por histórias, costumes, personagens e riquezas, que fazem da nossa comida exemplo de qualidade e diversidade. Conhecer parte desse conjunto de agentes econômico-histórico-sociais é o desafio da equipe de profissionais da Expedição Brasil Gastronômico. Esta produção foi o vencedora do prêmio de melhor obra de até 30 minutos na 1ª Mostra de Ensaios de Sabores Audiovisuais (MESA).
(Foto_Google Imagens)
O documentário “Queijo Canastra” de Wagner Indaía (Brasil, 2014) da Savanna Produtora mostra uma herança da culinária portuguesa em Minas Gerais. Na Serra da Canastra, região onde nasce o Rio São Francisco, o homem do campo ainda preserva a receita deste que é um dos mais apreciados produtos da terra. É um queijo produzido a partir do leite cru, sal, coalho e o pingo - um fermento natural obtido com a produção do dia anterior.  Vale lembrar que o queijo Canastra, produzido na localidade da Serra da Canastra, obteve em março de 2012 junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial a indicação geográfica (IG 201002) em nome da Associação dos Produtores do Queijo Canastra.
(Foto_Google Imagens)
Curta documental de Fernando Bola “A horta do Seu Geraldo” (Brasil, 2011) conta a história do "Seu Geraldo", um garimpeiro que decide voltar às suas origens e cultivar a terra, parece simples à primeira vista. Mas sua busca pessoal de reunir sua família, prover seu sustento e alimento, numa propriedade como tantas outras do interior do Cerrado vai reunir personagens inusitados, alguns que literalmente vem de outros continentes buscar aqui a sabedoria da terra, em volta deste homem tão especial. O curta esteve presente na programação do 2º.  Slow Filme – Festival Internacional de Cinema e Alimentação de Pirenópolis, GO e no 44º Festival de Brasilia do Cinema Brasileiro.

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...