segunda-feira, 16 de março de 2015

Doçuras pelo mundo: Dulce de Leche Uruguayo.

(Dulce de Leche - foto manipulada a partir de imagem do Google Imagem)

Sim é verdade que também fazemos doce de leite por aqui, já provei alguns em Minas Gerais e aqui no sul, especialmente em Pelotas, RS, há produção caseira e industrial muito boas por sinal, mas o melhor que já degustei é uruguaio. E como esta postagem é para falar de “doçuras pelo mundo” não poderia deixar de citar a iguaria que para os uruguaios já foi até motivo de disputa com a vizinha Argentina junto à UNESCO. 

Sim, existe uma disputa acirrada entre os dois países no que diz respeito ao título de origem do doce de leite. De todos os modos, ambos países produzem doces de leite deliciosos, mas como eu tenho uma quedinha especial pelo país do Mujica eu não poderia deixar de “puxar a brasa para sardinha” ou melhor para o pote de doce uruguaio, né?

El dulce de leche produto típico, muito popular entre os uruguaios é vendido em garrafa e potes e é, encontrado em muitas sobremesas, biscoitos, bolos, sorvetes, etc.. Nenhum estrangeiro pode visitar o Uruguai e deixar de provar o doce. Seria um verdadeiro pecado.

(Dulce de Leche da marca uruguaia Colonial - Foto: Meg Mamede)

Sua origem é incerta, vários países, incluindo Brasil, Uruguai, Argentina, Chile e Peru disputam para ver quem faz o melhor doce de leite. Em 2003, o governo da Argentina iria declarar o doce de leite como Patrimônio Cultural da sua nação. Em resposta, o Uruguai solicitou à UNESCO declará-lo como patrimônio culinário do Rio de la Plata, mas o organismo internacional ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Há evidências de que no Uruguai escravos negros, da época colonial, preparavam o doce de leite como uma maneira de consumir leite e açúcar, alimentos que eram proibidas para eles e daí em diante a tradição de produção e consumo ganhou espaço em todo Uruguai.

Na localidade de Young, Rio Negro, se realiza anualmente o Festival Nacional del Dulce de Leche que acontece em meados de novembro, onde são expostos o produto de mais de 40 empresas, há apresentações musicais e um concurso de beleza para escolha da Rainha do Festival.

O doce de leite está tão presente na cultura alimentar dos uruguaios que na Copa de 2014 realizada no Brasil, a seleção uruguaia que trazia na bagagem cerca de 40k teve o produto confiscado no aeroporto de Confins/MG (segundo autoridades brasileiras por trata-se de alimento que deveria vir acompanhado de documentação sanitária) motivos a parte o ocorrido deu margem para um belo gol do Laticínio Funarbe (setor da Fundação Arthur Bernardes responsável pela gestão e fabricação dos produtos Viçosa) que não perdeu tempo e, em uma ação de marketing enviou à seleção uruguaia a mesma quantidade de Doce de Leite Viçosa para consumo da equipe enquanto estivessem por aqui.

Fica a dica, se viajar ao Uruguai não hesite em provar e trazer algo do delicioso Dulce de Leche na bagagem, desde que não sejam 40k é claro, se não você corre o risco de deixá-los na alfândega.



Próxima doçura: Pandoro con crema al Limoncello (Itália)

Doçura anterior: Róscon de Reyes (Espanha)


***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...