quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

O que você sabe sobre os vinhos que consome?

(Foto: Google Imagens)

Acredito que a resposta para a pergunta acima seja: - Quase nada! 

Quando da abertura das importações há alguns anos, vários foram os produtos que o brasileiro passou a consumir em maior quantidade, entre eles está o vinho antes mais restrito à classe A e aos próprios produtores da bebida, em escala industrial e artesanal, do país. Hoje a realidade é outra, vinhos de todos os continentes invadem as prateleiras dos supermercados, das lojas especializadas e através dos sites de compras online, com ofertas para todos os gostos e bolsos. Além disso, nossos vizinhos Argentina, Chile e até mesmo o Uruguai têm vendas garantidas no mercado brasileiro e com a concorrência o Brasil passou a produzir vinhos melhores investindo em tecnologia, know-how e controles de qualidade, com toda essas melhorias o produto final tem surpreendido consumidores e conhecedores da bebida. 

Não vim aqui falar da qualidade deste ou daquele vinho, até porque pouco sei a respeito, não sou uma especialista no assunto, mas... pesquisando os festivais internacionais de cinema da categoria Food Films encontrei três documentários recentes, premiados e muito interessantes sobre a bebida considerada o “Néctar dos Deuses”, que gostaria de compartilhar aqui. Todos os três filmes são resultado de olhares mais atentos ao processo humano envolvido na produção do vinho e à partir de uma perspectiva sócio cultural onde os trabalhadores – conhecidos por catadores – são os grandes protagonistas, seja nos filmes, seja na importante e árdua tarefa de realizar a colheita das uvas.

Nos dias atuais mais que ter um produto de qualidade em nossa casa, temos que pensar na cadeia produtiva que origina esse produto para como bem alude o movimento slow food, podermos saber se o produto é bom, limpo e justo. Enquanto muitos só se preocupam com o status do vinho, outros começam a trazer à tona mais informações sobre o processo produtivo da bebida dos Deuses, essa que na realidade é feita por simples mortais, literalmente falando, com muito sangue, suor e lágrimas.

Torço para que esses documentários sejam distribuídos no Brasil para que mais pessoas possam conhecer se não todo, parte do processo que envolve a produção de vinhos no mundo. Por hora é possível ver os trailers, ler algumas resenhas ou comprar algum desses títulos direto no site dos filmes.

Um brinde a reflexão!



13/01/15 - E por falar em vinho, mais um título da categoria Wine Films o documentário "Harvest" de John Beck (E.U.A, 2011). Filmado inteiramente em Sonoma County na Califórnia o documentário revela o sangue, o suor e as lágrimas deixadas em cada garrafa de vinho, por meio do trabalho duro, com ferramentas manuais, e durante as madrugadas com apenas pequenos faróis sobre a cabeça de cada trabalhadora. Ao longo de três meses, durante a colheita de 2011, o filme acompanhou cinco vinícolas familiares - Robledo, Rafanelli, Foppiano, Harvest Moon e Robert Hunter, juntamente com um enólogo que escolhe uma equipe extremamente rara - formado por mulheres de Michoacan e Oaxaca, México. O diretor John Beck (Worst in Show) não está interessado em grandes vinícolas, ao contrário, ele lança seu olhar e sua lente sobre o sal-da-terra-, agricultores familiares e trabalhadores do campo, estes que são a espinha dorsal da indústria do vinho. Vi apenas o trailer no site do filme e achei tocante (é possível comprar o DVD direto do site). Fica a dica para os apaixonados por vinho conhecerem um pouco mais sobre a cadeia produtiva dessa que é considerada a bebida dos Deuses, mas que são os simples mortais, literamelmente, que fazem com que a bebida chegue a nós. (categoria: abacaxi)


13/01/15 O mesmo tema, mas agora o documentário foi feito na Europa, em vindimas da França, próximo de Toulouse. O filme "Vendanges", títuto em inglês "Harvest" de Paul Lacoste (França, 2013) também retrata o árduo trabalho, em meados de setembro, de 15 homens e mulheres - trabalhadores avulsos em temporadas curtas - que vão trabalhar na colheita da uva munidos de pequenas tesouras e baldes. O grupo já se espalhou entre as videiras de um produtor de médio porte na região de Gaillac. São homens e mulheres, aposentados, estudantes, desempregados... buscando algo no campo para fugir do que os sufoca na cidade, a procura de trabalho e alguma dignidade. Antes, eles vinham de longe, agora, vêm de todas as partes. São catadores para os quais a colheita é a vida deles. (categoria: abacaxi)



13/01/15 Ainda na categoria de Wine Films a produção "Someone's Harvest" rodada em vários países da Europa pelo diretor chinês Zhang Tao (Espanha, França, Itália, Grécia, Áustria e Portugal, 2014), trata-se de mais um documentário sobre pessoas e a produção do vinho na Europa. O filme é uma viagem que assistiu ao crescimento do vinho Europeu, desde as jovens vinhas ao último dia de colheita. Enquanto isso, por toda a Espanha, França, Itália, Grécia, Áustria e Portugal, muitas pessoas estão apenas à espera da sua colheita pessoal. O filme foi vencedor na categoria "Wine Films" do Douro Film Harvest 2014. (categoria: abacaxi)

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...