quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Tarte Tatin, uma clássica francesa em casa.

(Tarte Tatin - Foto: Meg Mamede)

Dia desses foi aniversário de uma amiga e não pudemos comemorar na data, então, resolvemos nos reunir ontem na casa dela para um jantar. Ela é estrangeira e eu como boa paulista a presenteei com um exemplar dos Cadernos de Fotografia Brasileira: São Paulo 450 Anos, lançado em 2004 pelo Instituto Moreira Salles (da minha coleção pessoal) e o jantar. No menu tivemos creme de cenoura com gengibre, torta de alho poro com creme de soja (boa opção para quem tem intolerância à lactose, substituir o creme de leite original da receita por creme de soja) acompanhado de Censurato, o premiado Cabernet Sauvignon da Vínicola Franco Italiano (Colombo/PR). 

A estrela da noite foi a Tarte Tatin servida com chantily, acompanhada de um vinho Idillio (Vino Passito Bianco de Faenza, Itália)... e encerramos com um espresso descafeinado com chantily. Foi uma noite deliciosa!

A Tarte Tatin tem uma história curiosa, segundo alguns textos que encontrei na internet ela seria resultado do descuido de uma cozinheira francesa no preparo de sua tradicional receita de torta de maçãs, ao final a tal torta invertida caiu no gosto dos clientes e se tornou uma receita francesa clássica conhecida no mundo todo por sua combinação de sabores e a simplicidade no preparo.

Vamos à receita...

Ingredientes:

5 maçãs verdes
Caldo de um limão Taiti (pequeno ou ½ limão grande)
1 xícara (de chá) de açúcar
60g de sopa de manteiga (ou 4 colheres de sopa)
400g de massa folhada congelada
300g Creme de leite pasteurizado (Nata) para o chantily
1 frigideira de inox (22 a 26cm de diâmetro) ou outro material que possa ir ao forno ou uma forma redonda antiaderente.

(Ingredientes e preparo da Tarte Tatin - Foto: Meg Mamede)


Modo de preparar:

Deixe a massa folhada fora da geladeira pelos menos 2 horas antes de preparar a torta. Para começar pré aqueça o forno a 180o C. Descasque as maçãs e corte-as em quatro (na metade e na metade de novo), coloque-as numa vasilha e adicione o caldo do limão sobre os pedaços (isso evita a rápida oxidação da fruta e dará um sabor todo especial à torta).  

Numa superfície lisa e limpa abra a massa folhada com ajuda de uma rolo de massa ou uma garrafa de vinho limpa. Use o próprio filme plástico no qual a massa veio embalada para abrí-la evitando que ela grude na superfície, se a massa for redonda tanto melhor, se for retangular abra até que sobre uns 2 ou 3 cm a mais que a circunferência da frigideira ou forma (essa sobra será encaixada por dentro sobre as maçãs) e corte com uma faca.

Leve a frigideira ao fogo médio, coloque a manteiga e o açúcar e vá mexendo até derreter para começar a forma uma calda, quando estiver com uma cor quase marrom, desligue o fogo e acrescente as maçãs ordenadamente formando uma espécie de escama, não deixe espaço entre elas. Ligue o fogo novamente em chama média e deixe as maçãs cozinharem por uns 5 minutos, com uma pegador vire as maçãs com cuidado para cozinhá-las por inteiro.

Feito isso é a hora de cobrir as maçãs com a massa, dobre a massa pela metade e depois metade de novo, assim você evita se queimar com a frigideira (ou forma) quente, uma vez em cima das maçãs, desdobre uma metade acerte e depois a outra metade, com um garfo e cuidadosamente vá dobrando as sobras/bordas da massa para dentro da frigideira. Na sequência leve ao forno para assar com temperatura entre 180 e 200º C (de acordo com a potência do seu forno) por cerca de 40 minutos ou até que a torta doure por cima.

Tire a torta com cuidado, não esqueça de proteger as mãos na hora de pegar no cabo da frigideira que estará muito quente, deixe esfriar um pouco (não muito para que a torta não grude no fundo do recipiente onde foi assada), cubra a frigideira com um prato e segure-a com um pano de prato, gire com rapidez e caso perceba que a torta ainda não desgrudou do fundo dê pequenas batidinhas com o cabo de uma faca até que ela se solte por completo.  

Feito isso, bata a nata com pouco açúcar (lembre-se que a torta já é adocicada pelo caramelo) para transformá-la num saboroso chantily, em seguida coloque no congelador por alguns minutos para gelar rapidamente. Depois é só servir.

Dica: Sirva com um vinho frutado doce ou um tipo Moscatel bem gelado.


Tempo de preparo: 1 hora (+ 2 horas para descongelar a massa folhada)

Rendimento: até 8 pedaços

Dificuldade: Fácil

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...