domingo, 3 de agosto de 2014

O popular e delicioso “Escondidinho”.

(Escondidinho de mandioquinha e carne seca - Foto: Rogerio C. Oliveira)

É impossível encontrar alguém que não goste desse prato e suas mais variadas opções de apresentação. Num país de dimensões continentais como nosso, onde a variedade de produtos é grande: batatas, mandiocas, carne seca, carne moída, frango, camarões, etc., é possível usar a criatividade e fazer uma receita própria.

O Escondidinho é um prato apreciado de norte a sul do país e sobre sua origem existem algumas histórias, mas pesquisando encontrei um texto bem interessante e repleto de elementos sobre o surgimento dessa iguaria no Brasil. Segundo Dias Lopes em texto da coluna Paladar do jornal Estadão, o prato apesar de ter ingredientes genuinamente brasileiros, teria origem européia, mas precisamente na culinária francesa, seria uma adaptação do prato Hachis parmentier. Contudo, nossa versão é tão deliciosa que não caiu nas graças apenas dos brasileiros, estrangeiros, entre eles franceses, que vêm ao país são surpreendidos em bares, restaurantes e botecos que servem sua própria receita de Escondidinho por todo o país. Então vamos à cozinha preparar nosso Escondidinho de mandioquinha (também chamada de batata-salsa no PR ou batata-baroa em MG) com carne seca.

Ingredientes:

500 g de carne seca
1 k de mandioquinha
1 colher (sopa) de manteiga
1/2 xícara de leite
Queijo Minas cremoso (ou outro de sua preferência)
Cheiro verde picado (salsinha e cebolinha)
1 cebola picada
3 dentes de alho picado
Pimenta do reino moída
Sal a gosto
Parmesão ralado

Modo de preparar:

Deixe de molho em água a carne seca para dessalgá-la, de preferência de um dia para outro trocando a água. Corte a carne seca em cubos pequenos, numa panela de pressão refogue-a com um dente de alho e 1/4 da cebola picada coloque a carne seca, tempere com um pouco de pimenta do reino moída, depois de refoga-la bem, acrescente água o suficiente para cobri-la, tampe a panela de pressão e quando começar a apitar abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos.  Em seguida descasque a mandioquinha e a cozinhe com pouco sal até que ela esteja mole no ponto para fazer um purê. Escorra a mandioquinha, misture a manteiga e o leite fervendo amasse bem com um garfo misture e reserve.

Depois de cozida carne seca, desfie-a (você pode usar um processador tipo mix para desfiar mais rapidamente), depois refogue o restante da cebola e do alho, coloque a carne desfiada, coloque um pouco do caldo que formou na panela, mexa bem, adicione um pouco de cheiro verde, misture e desligue o fogo.

Numa travessa ou em recipiente individual que possa ir ao forno (como o da foto) ,  disponha uma camada de purê e espalhe, coloque outra de carne e espalhe, depois mais uma camada de purê. Deixe um espaço para finaizar com um pouco do queijo Minas cremoso (ou outro), salpique o parmesão ralado e leve ao forno alto e pré-aquecido para gratinar por 20 minutos ou menos caso o queijo já tenha derretido, finalize com um pouco de cebolinha picada ou um raminho de salsa e estará pronto para servir.

Dica: Caso não tenha tempo para dessalgar a carne de um dia para o outro, você pode aferventá-la da seguinte maneira: coloque-a na panela e cubra com água, depois de fervida deixei por cerca de 2 a 3 minutos, escorra a água e repita esse processo por mais três vezes, além de retirar o excesso do sal, este processo vai eliminar boa parte da gordura da carne.

Tempo de preparo:  40 minutos (com a carne já dessalgada)

Rendimento: entre 4 a 6 porções

Dificuldade: Fácil

***


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...