terça-feira, 8 de julho de 2014

Senta que lá vem comida não, senta que lá vem história.



É isso mesmo, quem quer conhecer mais de gastronomia para além dos ingredientes, dicas culinárias e deliciosas receitas tem que apreciar boas leituras. O livro “De caçador a gourmet: uma história da gastronomia” de Ariovaldo Franco, editado cinco vezes e reimpresso três vezes pela Editora SENAC-SP é item essencial para uma boa biblioteca gastronômica.

Eu dei um exemplar deste livro para um amigo há anos atrás e tive alguma dificuldade para encontrá-lo de novo. O livro aparece como esgotado nas principais livrarias do país, mas com um pouco de persistência é possível encontrar um exemplar perdido em alguma prateleira, outra opção são os sebos.

Como licenciada em história e apaixonada por gastronomia não poderia deixar de comentar este livro aqui, ele traz informações preciosas para compreendermos a evolução da cozinha e dos hábitos alimentares no ocidente e oriente. O ato de comer é um ato cultural e diz muito de uma sociedade ou grupo. Através de linguagem fluida e de fácil compreensão o autor faz um relato que remonta da nossa pré-história ao advento do fast food, sempre com base em fontes (documentos) interessantes como a iconografia, textos de autores conhecidos, etc. . O resultado é um livro apetitoso, se comparado a muitos textos históricos acadêmicos e empolados, útil a estudantes e interessados em gastronomia e em história do cotidiano, usos e costumes e história cultural.

Eu recomendo!

Livro: De caçador a gourmet: uma história da gastronomia.

Autor: Ariovaldo Franco

Editora: Senac-SP


Sinopse: Baseado em sólida documentação, o autor trata da história da gastronomia de maneira agradável, sem ser acadêmico, abordando o alimento, os rituais e os costumes que cercam o assunto, bem como sobre o desenvolvimento da gastronomia. A obra inicia com a postura complexa da humanidade com relação ao alimento e a formação do gosto no processo de socialização. O autor enfoca o interesse atual pelas cozinhas nacionais e regionais, atendo-se às culinárias de referência - aquelas que, durante séculos de troca de influência, contribuiram para a formação da gastronomia mundial, como as da China, do Japão, do Oriente Médio, da Itália e da França.

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...