quarta-feira, 11 de junho de 2014

A delícia e o charme dos mercados tradicionais.

(Mercados Municipais de Curitiba, São Paulo e Montevídeo)

Toda vez que vou a uma cidade nova e sempre que posso, vou visitar seu mercado mais tradicional, o que aqui no Brasil costumamos chamar de mercados públicos ou municipais, depende da região do país. Esses lugares são ótimos para conhecer a cultura e os hábitos da cidade, sobretudo pra descobrir os sabores da culinária local. É possível encontrar de tudo, de hortaliças a peixes, de ervas culinárias a cortes exóticos de carne, inclusive encontrar ingredientes que normalmente não encontramos com facilidade em outros lugares. Quem cozinha e se preocupa com os ingredientes sabe disso.

Eu me lembro que menina, adorava ir ao mercado municipal da minha cidade, Mogi das Cruzes/SP, pra comer duas coisas: pastel de carne e bolo de fubá cremoso. Desde aquela época conheci muitos mercados Brasil afora e alguns em outros lugares também, mas não escondo minha paixão pelo mercado municipal de São Paulo, lugar lindo, de arquitetura eclética, intransitável em datas comemorativas é verdade, mas cheio de opções para todos os gostos e bolsos. Do pastel de bacalhau ao doce e gelado pedaço de abacaxi, aquele lugar exala e respira cultura. Lugar de paulistanos, paulistas, turistas e todos os que escolheram a cidade para viver ou visitar. Faz tempo que não passo por lá, a última vez foi em 2012 quando estive fazendo um passeio tipicamente turístico por Sampa, saí da antiga Torre do Banespa (hoje Santander) e fui para o mercado comer pastel e abacaxi.  Nossa me diverti pacas!

Agora tenho por hábito frequentar o mercado público de Curitiba, nos fins de semana é bem concorrido especialmente por conta do turismo, mas com alguma paciência é possível encontrar quase tudo que se procura e com qualidade. 

Um dia quero conhecer o mercado de Belém do Pará o famoso “Ver-o- Peso” que segundo consta é o um dos mais antigos do Brasil, o maior da América Latina, com uma variedade de produtos e riqueza de ingredientes que só o Pará pode ter, tanto é assim que a gastronomia local é uma das mais comentadas mundo afora, eles tem sabores que nós brasileiros de outras regiões nem sonhamos o que seja.

Considerada uma das culinárias mais “brasileiras” do País, a gastronomia do Pará tem sim a cultura indígena como sua maior influência, mas também carrega consigo traços portugueses e africanos. Os elementos encontrados na região da Amazônia formam a base de seus pratos, com o acréscimo do camarão, caranguejo, pato e dos peixes, todos temperados com folhas e frutas nativas. Destacam-se: açaí, bacaba, cupuaçu, castanha-do-pará, bacuri, pupunha, tucumã, muruci, piquiá e taperebá –, pimentas de cheiro e ervas. Os mais tradicionais são cozidos em panelas de barro ou assados em moquéns e embebidos de tucupi, caldo amarelo extraído da mandioca.

(Fotos: Curitiba e Salamanca)

Acho muito bom poder comprar sem pressa, olhar, perguntar, experimentar, mas isso só é possível quando estamos viajando ou a turismo num lugar, do contrário tendemos a fazer tudo no automático: ir, comprar e sair sem perceber o que nossa cidade pode nos oferecer. A preparação da comida começa aí, na escolha dos ingredientes e todo ritual que isso implica. Vivemos numa época em que não podemos colher em nossos quintais o que precisamos, tão pouco sair à caça ou à pesca, então, o melhor é saber tirar proveito do que temos por perto: mercados públicos, feiras livres, quitandas de bairro, opções muito mais afetivas e menos impessoais, afinal  tudo isso vai pro nosso prato e para o prato daqueles que amamos.

***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recebemos seu comentário logo ele será publicado. Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...